Publicação em destaque

Algumas considerações sobre a visualização espontânea de auras

Sarva Yoga - Yoga Holístico

Sarva Yoga - Yoga Holístico
Guia através da Aura

domingo, 13 de maio de 2018

Saúde e Energia: Bloqueio do plexo solar – causas e cura



É mais comum do que se pensa… A maior parte das vezes é devido à perda súbita de energia. O plexo solar é a nossa bateria acumuladora de energia solar.

Localização – plexo = faixa do ombro esquerdo à anca direita, apanhando órgãos vitais como o coração, pulmões, estômago e fígado. A bola representa o chakra solar.


“Em vários pontos, os nervos encontram-se e formam o que se denomina plexo.
A ramificação do simpático obedece, de fato, aos processos involuntários, tais como a circulação, a respiração, a digestão, etc.
O poder ou força que se transmite do cérebro a todas as partes do corpo, por meio dos nervos, é conhecida pela ciência ocidental como força nervosa; Mas o yogi sabe que é uma manifestação de Prana que tem caracteres semelhantes aos da corrente elétrica.
Vê-se que, sem esta ―força nervosa, o coração não pode pulsar, o sangue circular, os pulmões respirarem, sem essa força, estacionaria todo o mecanismo orgânico. Ainda mais, o próprio cérebro não poderia pensar sem a presença do Prana.
Quando estudamos estes fatos é que se torna evidente a importância da absorção do Prana, e a ciência da respiração adquire um valor muito superior ao que a ciência ocidental lhe concede.
Os ensinos yogis vão além da ciência ocidental nessa importante particularidade do sistema nervoso. Aludimos já ao que aquela ciência denomina ―plexo solar‖ e considera simplesmente como uma das séries de aglomerações dos nervos simpáticos e gânglios que se encontram em diferentes partes do corpo.

A ciência yogi ensina que este plexo é, na realidade, uma parte muito importante do sistema nervoso e constitui uma espécie de cérebro, que desempenha umas das missões principais na economia humana.
A ciência ocidental, em verdade, parece aproximar-se agora, mas gradualmente, do reconhecimento do fato, conhecido pelos yogis há muitos séculos, e, por isso, alguns escritores denominam já o plexo solar de ―cérebro abdominal.

Este plexo solar está situado na região epigástrica, por detrás da boca do estômago e de cada lado da coluna vertebral. Compõe-se de matéria cerebral branca e parda, semelhante à dos outros cérebros humanos. Tem sob suas ordens os principais órgãos internos e desempenha um papel mais importante do que geralmente se lhe reconhece.
Não aprofundaremos a teoria dos yogis concernente ao plexo solar, mas limitar-nos-emos a dizer que o reconhecem como um grande depósito central do Prana no organismo.
É um fato conhecidíssimo o da morte instantânea da pessoa quando recebe uma pancada violenta vibrada sobre o plexo e os lutadores profissionais aproveitam-se dessa vulnerabilidade para paralisar momentaneamente os seus adversários, atacando-os naquela região.
O nome de solar está muito bem aplicado a este cérebro, porque irradia força e energia a todas as partes do corpo e até o cérebro superior depende dele, dada a sua qualidade de depósito de Prana.
Tarde ou cedo a ciência ocidental reconhecerá a função real do plexo solar e lhe concederá um posto muito mais proeminente do que aquele que ocupa atualmente, em seus ensinos práticos e livros de doutrina.”

Sintomas

Os casos clínicos apontam para sintomas de dor e desconforto na zona da “boca do estômago”. Pode haver azia e congestionamento como que uma certa pressão abaixo do externo, propagando-se para os braços por vezes. Em casos mais graves já existem úlceras no estomago e mau funcionamento da vesicula biliar.

Massagens tibetanas

De uma maneira geral as massagens no plexo solar são recomendadas da seguinte forma: 




Na minha experiência se massajarmos, ao mesmo tempo, o baço (sentido horário) e o fígado (sentido anti-horário) com movimentos circulares da palma da mão podemos estimular o plexo solar por forma a este, não só acumular e gerar energia mas também a induzir o bom funcionamento do aparelho digestivo. Por volta das 7:00h a.m. ainda deitados tem a melhor potencialidade. Como curiosidade, esta prática foi-me revelada por D. K. que também é tibetano. :)

Cura energética

  • A posição supta baddha konasana é óptima para os casos em que tem uma origem energética de deficiência do sistema baço- pâncreas. Vai permitir relaxar e abrir o plexo solar, libertando as energias densas aí acumuladas e vai desbloquear o chakra.



Recomenda-se ainda, do mesmo livro, a:

RESPIRAÇÃO PURIFICADORA YOGI

Os yogis têm uma forma de respirar que praticam quando sentem necessidade de ventilar e limpar os pulmões. Terminam muitos dos seus outros exercícios respiratórios com aquela respiração; e, como já dissemos, seguiremos a mesma prática nesse livro. Essa respiração purificadora ventila e limpa os pulmões, estimula as células, tonifica os órgãos respiratórios e contribui para manter um bom estado de saúde, refrescando, além disso, todo o sistema. Oradores, cantores, etc., acharão esta respiração de grande valor para repouso dos órgãos respiratórios fatigados. Ei-la:

1° Inalar uma respiração completa; (ver CAPÍTULO VIII, página 34 do mesmo livro)
2° Reter o ar alguns segundos;
3° Pôr os lábios em atitude de assoviar (mas sem inchar as bochechas) e exalar com vigor considerável um pouco de ar pela abertura formada pela boca. Reter um momento ainda o ar armazenado e depois exalá-lo em pequenas porções até que se exale completamente.

Não esquecer nunca que, ao exalar o ar, deverá fazê-lo com o maior vigor possível.

Observar-se-á que essa respiração é muito reparadora, quando se está cansado ou aniquilado pela fadiga e um simples ensaio convencerá o estudante da sua eficácia.”

O aspecto da aura associada a esta patologia mostra as faixas que saem do chakra desviadas em vez de estarem perfeitamente alinhadas em 90º.



Para estas afecções, que provocam não só dor como azia, existe uma posição de imposição da mão direita que pode minorar o desconforto. O chakra da mão direita “aspira” o elemento ar associado ao desvio energético e provoca um nodo que normaliza a zona.

Pode-se potenciar este tratamento visualizando a energia densa associada à dor e doença a ser sugada pelo chakra da mão e a sair pelas costas da mão. Pode-se usar a respiração para o efeito: inspira-se energia/prana e dirige-se para o ponto de desconforto, quando se expira associa-se ao “aspiramento” através do chakra da mão.


A MTC diz…

Para a MTC o Estômago é a “boca do Rim”. O Rim é o nosso “Cofre de Ouro”, o órgão onde é armazenada a nossa energia vital, que quando esgotada morremos. O nosso tesouro é uma soma da energia herdada dos nossos pais aquando a concepção e a energia que vem do ar e dos alimentos para formar o sangue e o Qi (energia).

Existem assim 3 fontes de energia:

1 – A que vem de nossos pais, que nos transmitiram o Qi pré-natal, na hora da concepção, que é o responsável pelo nosso crescimento e constituição física, e fica armazenado nos rins;

2 – O Qi pós-natal que depende da nossa alimentação. É a essência absorvida dos alimentos e da água, metabolizados e transformados em energia útil que será utilizada para a produção se sangue e Qi, e nos trabalhos celulares em geral.

3 – O Qi do ar, que conseguimos absorver através da respiração. Um bom mecanismo respiratório promove uma boa captação de Qi, daí a importância de se respirar correctamente, usando o pulmão no seu todo, não fumar e ainda respirar o ar mais puro possível e livre de poluição.

A energia pré-natal não pode ser alterada mas pode sempre ser resguardada da melhor maneira pela forma como comemos e respiramos, e pelos nossos hábitos de vida. 

O estômago pertence ao elemento Terra juntamente com o Baço (e pâncreas). Enquanto o estômago tem a função de triturar e enviar a energia menos pura da água e dos alimentos para o intestino, o Baço tem a função de extrair a “Gu Qi” dos alimentos e fazê-la subir aos pulmões e ao coração. No primeiro caso, (pulmões), para se juntar à energia do ar e ser enviada para os rins, no segundo (coração) para formar sangue.

Podem surgir imensos problemas no estômago dependendo do nosso estilo de vida e hábitos alimentares. Por exemplo, se ingerimos alimentos muito frios como gelados, iogurtes ao pequeno-almoço, batidos e sumos de fruta em excesso vamos ter uma insuficiência do Yang do Baço e apresentar sintomas como extremidades frias, vómitos, sensação de peso no estômago, falta de apetite, fezes pastosas, cansaço excessivo, depressão, etc.

Uma dieta irregular e desequilibrada, comer tarde à noite, ingerir alimentos com pressa e com muitas distracções são costumes que vão causar deficiência de yin e levar ao aparecimento de sintomas de calor. O Fogo no estômago pode ser provocado pelo tabaco, consumo excessivo de alimentos quentes como o café, álcool, carnes e gorduras. Ou seja, pode levar ao aparecimento de úlceras e provocar sintomas como dor e fome (permanente) após as refeições, muita sede por bebidas frias, flatulência, sangramento das gengivas, aftas, regurgitação ácida, etc.

Ao nível emocional, a raiva e o ressentimento vão causar a estagnação do Qi do fígado que por sua vez vai agredir o estômago e causar má digestão, azia, gastrites, úlceras, entre outros. Por outro lado, o excesso de trabalho intelectual e de preocupações vão levar à falta do Qi do estômago, e à ocorrência de sintomas como dor, náusea, soluços, eructações (arrotos), vómitos, etc. 

Em caso de patologia é necessário analisar bem o que ingerir consoante o caso!

No calor temos de arrefecer com alimentos de natureza fresca e que produzam líquidos orgânicos (tomate, pepino, melão, pêra, chá de menta ou camomila). 

Em caso de haver mucosidades temos de ingerir alimentos que apesar de frescos não aumentem a humidade existente, é muitas vezes o caso das úlceras, (centeio, milho…em papas por exemplo); Já no caso de frio temos de aquecer e por vezes secar humidade (trigo sarraceno, alhos, anis estrelado, frango, cebola) … tudo é muito variável e o conselho que dou é evitar repetir os mesmos alimentos muitas vezes e estar descansado em relação a alguns outros que tem uma natureza mais neutra como sendo arroz, batatas, couve-flor, milho painço, lentilhas, ervilhas, couves, favas, rabanetes, sardinha, peixes brancos, cenouras…

Somos em grande parte o que comemos! Se ingerimos alimentos poucos saudáveis vamos ver o reflexo no nosso corpo e nos nossos pensamentos. Pode levar inclusivamente (em situações especificas), ao desenvolvimento de perturbações mentais e maníaco-depressivas.

Dê preferência a alimentos mais saudáveis, ricos em nutrientes naturais, mais “vivos”, sem químicos adicionados e menos processados e com validade artificialmente prolongada. Coloque os cinco sabores nas refeições do dia, (sabor ácido, amargo, doce, picante e salgado), tudo com bastante prudência é claro. Varie os alimentos e coma várias vezes ao dia mas nunca ao ponto de ficar enfartado!

 Cuide dos seus rins, beba água ao invés de refrigerantes e álcool. 


Respire de forma adequada, e dedique uns minutos por dia para uma meditação ou uma prática corporal onde a respiração é valorizada, isso pode trazer um grande impacto positivo na sua vida. O Qi Gong é uma óptima ginástica que beneficia a respiração e faz circular o Qi.


Paz e Amor
Curadora64 & Red Dragon

Copyright © Curadora64  All Rights Reserved. You may copy and redistribute this material so long as you do not alter it in any way, the content remains complete, and you include this copyright notice link:

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

copyscape

Protected by Copyscape

DUAS TÉCNICAS DE MEDITAÇÕES PASSIVAS - OSHO

Qigong

Sobre o Amor

Adam Kadmon

Meridianos MTC

Kundalini

viagem astral

Toroide - Energia Livre

Formas de Pensamento

A Grande Invocação

Aura - o que é?

Controlo da Mente

Vida ET


"Se não existe vida fora da Terra, então o universo é um grande desperdício de espaço."- Carl Sagan
Posted by Auras, Cores e Números on Sábado, 29 de agosto de 2015

Chakras

Deva Premal - playlist

Daiqing Tana - OM MANI PADME HUM