Publicação em destaque

Algumas considerações sobre a visualização espontânea de auras

Sarva Yoga - Yoga Holístico

Sarva Yoga - Yoga Holístico
Guia através da Aura

terça-feira, 17 de julho de 2018

A Lei Única - O Dharma



O meu pai sempre me disse que existia uma Lei à qual nem o próprio Deus podia desobedecer. Na altura não compreendia nada mas ele repetiu tantas vezes que eu nunca me esqueci. Disse-me também que eu tinha de mudar bastante para viver conforme a Lei mas eu era jovem e não levei as palavras dele em consideração.

Só quando amadureci e vi que nada era como eu pensava é que dei valor a esta sabedoria tão antiga. Os yogues orientais sempre conheceram e respeitaram esta Lei como Sanathana Dharma ou o Dharma simplesmente. Dharma também significa Verdade.

Jesus Cristo falava sempre na Verdade, tudo o que dizia e fazia estava dentro dessa Verdade, dessa Lei.

Falo-vos hoje deste assunto porque existe uma noção falsa de livre arbitrio, tipica da Nova Era, que não deixa compreender a Verdade.

Existe este Caminho que nos guia, esta Directiva a que devemos obedecer se queremos ser felizes e dar um sentido à nossa Vida.

O livre arbítrio resume-se a uma cláusula da Lei que apoia a mudança contínua de tudo o que existe no Universo. Do ponto de vista Físico baseia-se nos saltos quânticos da energia de um átomo e nos efeitos quânticos do entrelaçamento do “muito pequeno”. É aí que podemos decidir o nosso futuro e, resolver o nosso passado, mas nunca através da matéria e sim através de algo superior que a governa: a mente.

Agora sabemos que, apaziguando a mente mudamos a matéria: a modificação, em poucas horas, dos genes e da ligação entre os neurónios, a maior prazo, são as maiores evidências. E eu, que vejo auras, sei que mudamos a energia que nos rodeia... Melhor que isso mudamos a energia que emitimos e sabemos, pela Lei, que aquilo que enviamos ao Universo é da mesma qualidade – e quantidade - do que o que recebemos.

Hoje em dia, temos uma noção errada como devemos viver as nossas vidas baseando-as em amor romântico e carreira... Parecemos um malabarista com muitas bolas no ar e no final das contas apenas existem uma ou duas bolas importantes a dar atenção. Bolas essas que estão no chão há muito tempo.

A nossa essência é muito simples e delicada e, quando estamos suficientemente calmos e relaxados, temos vislumbres muito consistentes e duradouros da sua Realidade.

Outra coisa que o meu pai insistiu bastante comigo, nos seus últimos meses, foi que tudo era muito mais simples e muito diferente do que imaginamos.

Assim que as neuroses da nossa mente se acalmam e aprendemos a relaxar e focar a mente o que acontece é muito parecido à calmaria de um lago em que a Luz da Divindade se reflete sem difrações, nem obstruções de forma alguma.

E aquilo que percebemos não é nem muito dramático nem muito espetacular – pois a teatralidade deixamos para a nossa mente histriónica - é na Verdade tudo muito simples e normal mas nem por isso menos grandioso e aconchegante... Afinal é como voltar para Casa.


Paz e Amor
Curadora64

Copyright © Curadora64  All Rights Reserved. You may copy and redistribute this material so long as you do not alter it in any way, the content remains complete, and you include this copyright notice link:

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

copyscape

Protected by Copyscape

DUAS TÉCNICAS DE MEDITAÇÕES PASSIVAS - OSHO

Qigong

Sobre o Amor

Adam Kadmon

Meridianos MTC

Kundalini

viagem astral

Toroide - Energia Livre

Formas de Pensamento

A Grande Invocação

Aura - o que é?

Controlo da Mente

Vida ET


"Se não existe vida fora da Terra, então o universo é um grande desperdício de espaço."- Carl Sagan
Posted by Auras, Cores e Números on Sábado, 29 de agosto de 2015

Chakras (https://www.facebook.com/espacoasasdeluz/videos/1080471148631502/)

Deva Premal - playlist

Daiqing Tana - OM MANI PADME HUM