Publicação em destaque

Algumas considerações sobre a visualização espontânea de auras

quinta-feira, 8 de março de 2018

O que um vidente vê e sente




Resolvi escrever sobre este assunto devido a uma pergunta feita por um leitor do blog. E sendo assim, é a ele que eu dedico este artigo: Igor é para você. :)

Em primeiro lugar...

O que é um vidente?

Por definição é alguém que tem uma visão clara sobre um assunto ou pessoa., alguém que vê mais longe que a visão ordinária. Ou, de algum modo, vê coisas “diferentes”.

O sentido espiritual da clarividência

Um vidente usa um sentido especial, sentido espiritual, se quiserem pensar assim.

Assim como podemos ter um microscópio para ver coisas, e seres vivos, muito pequenos – na ordem dos microns – temos um telescópio para ver estrelas, e o infinitamente grande, e isso é apropriado.

Então, da mesma forma, que temos olhos para ver o mundo físico temos de usar “outros olhos” – olhos interiores, diria eu - para ver a energia subtil de outros mundos.

Nos casos em que a energia é de um tipo muito diferente é assim que se passa. Temos as chamadas visões, que são uma espécie de sonho em que estamos acordados. Outras vezes, são tão breves que parecem quadros simbólicos ligeiramente animados.

De qualquer modo, esta é uma forma de clarividência mas existem outras...

Usando os olhos físicos de uma outra forma

Os nossos olhos podem ser usados, de uma forma diferente, para ver energia mais subtil como a da Aura à volta dos seres vivos. É necessário treinar e limpar a nossa própria aura antes de conseguir resultados visíveis. J

A Aura observada a partir deste ponto de vista também é limitada... Há coisas que não se vêem pois pertencem a outros planos superiores, têm de ser vistas de outra forma.

Projeção astral

Na projeção astral viajamos até ao plano astral portanto tudo o que vemos aí pertence a este plano. Mesmo a Terra e as estrelas e o céu são vistos desse ponto de vista.

Lembrem-se que a Terra é uma grande Entidade e tal como nós possui um duplo astral.

Viagem etérica

Aqui sim... Vemos tudo aquilo que foi referido anteriormente e muito mais... como os planos etéricos são vastos e límpidos porque são dominados pelo elemento éter conseguimos ver tanto para baixo como para cima, ou seja vemos tudo o que há para ver no plano causal, mental, emocional, energético, astral e até a maior parte das energias físicas.

Como “não há bela sem senão” as energias mais densas não são vistas com muita acuidade, ou seja, vêem –se mal... Devemos ver as energias mais densas com o auxílio dos olhos físicos, sendo treinados da mesma maneira especial referida anteriormente.

Se queremos ver os tetraedros kármicos também devemos usar a visão astral porque o karma está mais relacionado com este plano.

Se, por outro lado, queremos ver os tetraedros etéricos que são de pura energia adamantina devemos usar a visão etérica de mais alto nível, já que eles se manifestam a partir do plano causal ou búdico.

Uso de bom senso e o chakra cardíaco como juiz imparcial da verdade esotérica

O uso de bom senso é um auxiliar poderoso ao tentarmos discernir e interpretar o que vemos, em qualquer destas formas.

Por não usarmos o bom senso é que por vezes nos assustamos com coisas muito simples.

Os videntes não vêem apenas, geralmente também sentem e esse sentido especial vem do coração (chakra cardíaco) e é o “desempatador” e validador de qualquer visão.

Por isso a pergunta que devemos sempre colocar a nós mesmos é:

-O que sinto ao ver isto?

A minha experiência pessoal

Uma das perguntas era se sendo sempre negativas as visões isso em si não seria desolador e como eu ultrapassava essa questão.

Não é assim, pelo menos para mim... algumas das coisas mais belas que vi nesta vida foram-no enquanto visão. Noventa por cento das minhas visões são motivadoras e positivas. Quanto às outras também não as considero nem assustadoras nem negativas em si mesmas já que são avisos e sinais que tenho de ir aprendendo a interpretar.

E nunca é negativo porque são sempre para ajudar alguém.

É importante contudo dominar a nossa mente e assim dominar as visões, tendo consciência que elas são produto mental. Isto é outra coisa que pode induzir em erro...

Serão as visões algo real ou são ilusões?

O único que é verdadeiro é o Espirito, o Eu Superior. Tudo o resto é uma teia gerada pela Luz que formou 6 planos ou seis corpos diferentes para nós humanos e para a Natureza em geral.

Assim sendo, as visões são tão verdadeiras como esta realidade da terceira dimensão em que vivemos, melhor dizendo são tão ilusão quanto ela.

Tudo isto é Maya e por isso temos de controlar e cultivar o desapego em relação a...

O que nos diz o Eu Maior? Tudo é passageiro, só o Eterno é para sempre e nós estamos em processo de Ascensão colectivo... desapegar é preciso e é urgente!

Paz e Amor
Curadora64

Copyright © Curadora64  All Rights Reserved. You may copy and redistribute this material so long as you do not alter it in any way, the content remains complete, and you include this copyright notice link:

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

copyscape

Protected by Copyscape

DUAS TÉCNICAS DE MEDITAÇÕES PASSIVAS - OSHO

Qigong

Sobre o Amor

Adam Kadmon

Meridianos MTC

Kundalini

viagem astral

Toroide - Energia Livre

Formas de Pensamento

A Grande Invocação

Aura - o que é?

Controlo da Mente

Vida ET


"Se não existe vida fora da Terra, então o universo é um grande desperdício de espaço."- Carl Sagan
Posted by Auras, Cores e Números on Sábado, 29 de agosto de 2015

Chakras

Deva Premal - playlist

Daiqing Tana - OM MANI PADME HUM