Colecções Auras G+

Colecções Auras G+
Curadora Sessenta e Quatro

Publicação em destaque

Algumas considerações sobre a visualização espontânea de auras

quarta-feira, 19 de julho de 2017

Lord Shiva e o simbolismo do Tigre


Sempre quis homenagear Shiva. Identifico-me bastante com o seu aspecto transmutador. Ele é o criador do Yoga. Refiro-me ao pan-yoga à mãe e pai de todas as filosofias espirituais que guiam os homens desde que… bem desde que há homens… rsrs

Segundo as tradições hindus ele é Pashupati ("senhor dos animais", de pashu, "animais", "feras", "bestas", e pati, "senhor", "mestre") e esta é uma das primeiras representações de Shiva e surgiu no neolítico, por volta de 4000 a.C. É representado com três faces, olhando o passar do tempo (passado-presente-futuro). 

A coroa em forma de cornos de búfalo evidencia a proximidade de Shiva com esse animal que representa as forças da terra e da virilidade. Pashupati está sentado em posição de meditação, o que nos faz pensar que as técnicas meditativas já existiam naquele período. Os quatro animais ao seu redor são o tigre, o elefante, o rinoceronte e o búfalo.

Por ser o Senhor das Feras, Pashupati podia meditar entre elas sem ser atacado. Mas há um outro simbolismo. Esses animais podem representar nossas emoções e instintos mais básicos, como o orgulho, a força bruta, o ódio e a sexualidade desenfreada. Pashupati, então, é também aquele que domou suas feras interiores, suas emoções e convive sabiamente com elas.



O Shiva Purana conta que os deuses estavam em luta com os demónios e, como não estavam conseguindo vencê-los, foram pedir auxílio a Shiva. Shiva lhes disse: "Eu sou o Senhor dos Animais (Pashupati). Os corajosos titãs só poderão ser vencidos se todos os deuses e outros seres assumirem sua natureza de animal." Os deuses hesitaram pois achavam que isso seria uma humilhação. E Shiva falou novamente: "Não é uma perda reconhecer seu animal (a espécie que corresponde no mundo animal ao princípio que cada deus encarna no plano universal). Apenas aqueles que praticam os ritos dos irmãos dos animais (Pashupatas) podem ultrapassar sua animalidade." 

Assim, todos os deuses e titãs reconheceram que eram o rebanho do Senhor e que ele é conhecido pelo nome de Pashupati, O Senhor dos animais.

Por causa desta referência aos animais totem é que Shiva é considerado o pai do Xamanismo. Também por ele ser o grande meditador, aquele que enxerga a verdade através do olho que tudo vê (terceiro olho, Ájña Chakra), é o pai dos videntes.



No entanto, foi por causa de uma pergunta de um amigo que resolvi escrever sobre um dos símbolos ou animal associados a Shiva: o Tigre.

A interpretação simbólica desta imagem em que Shiva está sentado em cima da pele do tigre é simples e de acesso directo: “O Tigre é o veículo de sua Shakti, a Deusa de todas as forças e poderes. Shiva está além e acima de qualquer força. Sentado sob a pele de um Tigre, simboliza a vitória sobre todas as forças.”

E o que está por detrás disto?

Algumas imagens de Shiva mostram que metade é masculina e a outra metade feminina. O lado direito da estátua é claramente masculino, apresentando os atributos de Shiva: a serpente, o tridente etc. Do lado esquerdo, vemos uma figura feminina, com os trajes típicos, o brinco feminino etc. Esse aspecto de Shiva representa a união cósmica entre o princípio masculino (Shiva) e o feminino (Parvati), entre a consciência (Shiva) e a matéria (Parvati).

Parvati é a segunda consorte de Shiva e, a reencarnação da primeira esposa, Sati, filha de Daksha. Podem ler mais sobre este assunto aqui.

Todas as deusas do panteão hindu são manifestações desta deusa. Kali, Durga e Uma são um exemplo.

Resultado de imagem para durga

Parvati, quando aparece sozinha, é mostrada com quatro ou mais braços, e monta um tigre. Esta é a é considerada a forma da esposa de Shiva, a deusa Parvati, como caçadora de demónios. Ela é Durga e é descrita como um aspecto guerreiro da Devi Parvati com 8 braços, cavalgando um leão ou um tigre, carregando armas e assumindo mudras, ou gestos simbólicos com a mão. Esta forma da deusa é a encarnação do feminino e da energia criativa (Shakti).

Portanto, intuímos que o tigre é um símbolo lunar e os demónios que Devi Durga caça e submete mais não são que os do ego inferior.

O tigre foi presente do seu pai Daksha e representa pois o ego humano de Sati, aspecto original da Deusa. Devi Durga nasceu do rio Ganges para combater um demónio, Mahish Asur, visto que ele não poderia ser derrotado por qualquer homem ou deus e tinha desencadeado um reinado de terror sobre a terra, céu e os mundos inferiores.

Uma vez que só uma mulher poderia matá-lo, a Santíssima Trindade Masculina desceu até o rio Ganges e rezou o mantra "Om Namo Devaye", implorando à grande deusa Devi para salvar seu domínio da ruína. Eles foram abençoados com a sua compaixão quando a deusa Durga nasceu do rio.

O demónio Mahish Asur (Mahish= búfalo e Asur= demónio), filho rei dos demónios  Rambha e de um búfalo branco, representa pois as forças telúricas da Terra a serem dominadas.



E não é por acaso que uma das figuras de Shiva é Nandi o búfalo ou boi branco que é a sua montada. O Touro está associado às forças telúricas e à virilidade. Também representa a força física e a violência. Montar o Touro Branco, significa dominar a violência e controlar sua própria força.

Além destes símbolos, uma outra característica física muito importante de Shiva é o seu “Olho Vertical”, também conhecido como “Terceiro Olho”. No Mahabharata, o grande épico Hindu, é narrada a história de como Shiva obteve seu terceiro olho. A história diz que um dia sua linda esposa, Parvati, colocou suas mãos sobre seus olhos enquanto Ele meditava, pois toda vez que Shiva fechava os olhos, o Universo inteiro ficava em total escuridão. 



Então, através do toque das mãos de sua esposa que seu terceiro olho se desenvolveu, dando luz ao mundo. Simbolizando assim, o olho frontal, o olho de Fogo, o olho da alta percepção. Tendo então três olhos, Shiva ficou também conhecido como: Tri-Netra, Tri-Ambaka, Tri-Aksha ou Tri-Nayana.



Agora voltando ao tigre vou dar a minha opinião de vidente.

O tigre tem uma energia Yang muito forte embora seja de origem lunar (Yin).

Significado:

Quando controlado por energia feminina é um atributo fantástico, como a vaidade, que pode dar origem a muita evolução se for bem manobrado.

No entanto, como atributo masculino é muito complicado de controlar o que significa que pode ser conotado com o orgulho. Por isso, Shiva, compreendendo sabiamente esta natureza dupla do tigre decidiu matá-lo e usá-lo como adorno ou conforto.

Existem mais lendas, posteriores às Hindus sobre o Tigre: um exemplo é a lenda babilónica do rio Tigre; outra é Chinesa, sobre os 5 tigres que mantêm em equilíbrio as forças cósmicas do Universo. E ainda se esse for o vosso signo chinês podem fazer uma visita aqui.

Deixo-vos com o mantra de Om Namaha Shivaya




Veja também o Curso de Simbologia deste blog.

Paz e Amor
Curadora64

Copyright © Curadora64  All Rights Reserved. You may copy and redistribute this material so long as you do not alter it in any way, the content remains complete, and you include this copyright notice link:


Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

copyscape

Protected by Copyscape

Qigong

Sobre o Amor

Adam Kadmon

Meridianos MTC

Kundalini

viagem astral

Toroide - Energia Livre

Formas de Pensamento

A Grande Invocação

Meditação pela Paz

Meditação fora do espaço e tempo (a qualquer hora e em qualquer lugar, sem inscrições nem regras)Apelo ao envio de Luz...

Posted by Auras, Cores e Números on Sábado, 11 de Julho de 2015

Aura - o que é?

Controlo da Mente

Vida ET


"Se não existe vida fora da Terra, então o universo é um grande desperdício de espaço."- Carl Sagan
Posted by Auras, Cores e Números on Sábado, 29 de agosto de 2015

Chakras

Deva Premal - playlist