Colecções Auras G+

Colecções Auras G+
Curadora Sessenta e Quatro

Publicação em destaque

Algumas considerações sobre a visualização espontânea de auras

terça-feira, 8 de dezembro de 2015

A evolução da Energia



Vem na sequência do tópico sobre a pequena alma, aquela que está ligada ao corpo físico e o mantém intacto e saudável - a grande alma faz a ponte entre a nossa Centelha Divina e o corpo energético.
Baseia-se exclusivamente na minha experiência pessoal, naquilo que vejo e depois de meditar sobre o assunto. Vou falar muito em morte por isso as pessoas mais sensíveis não devem ler… Para mim a morte faz parte da vida e, como a consciência humana é imortal, vejo a morte como uma passagem de um estado energético para outro.

Quando eu tinha 19 anos morreu a madrinha da minha Mãe, D. Cipe. Ela era uma pessoa extraordinária, muito bondosa e sábia. Já era muito velhinha e tinha estado muito doente durante muito tempo.

No dia do velório, estava eu em frente ao caixão, na capela mortuária, acompanhada pelo meu pai e diz-me ele:

-Olha para cima do caixão. O que vês?

Abafei um gritinho porque vi o fantasma da D. Cipe. Lembro-me que lhe perguntei duas coisas igualmente parvas…
- Aquilo é um fantasma? Mais ninguém está a ver o mesmo que nós?

Vocês calculam quais foram as respostas…

O que vimos - e comparei com ele - foi uma bola oval branca opaca sem brilho que pairava sobre o corpo da falecida D. Cipe. Quando olhava não conseguia ver através dela e isso, sei-o agora, é típico ao vermos coisas que estão noutras dimensões. Acontece o mesmo quando se vê auras…

No dia seguinte, verifiquei que a bola continuava lá mas estava mais dispersa… maior…

Bom isto passou-se e mais tarde, quando morreu uma prima do meu pai, que também era uma pessoa extraordinária, vi a mesma coisa no dia do enterro. Ela morava bastante longe do local onde foi enterrada e o que vi foi uma bola difusa, já bastante dispersa…

Há cerca de 15 anos, tive o meu avô numa espécie de coma com um AVC profundo e extenso. Ele veio para casa e era tratado por nós, uma enfermeira que ia lá e duas senhoras extraordinárias…

À noite eu fazia o costume...ia para o meu quarto ouvir música e comecei a ver uma bola de luz branca – cintilante, mais pequena e compacta que as dos fantasmas - acompanhar-me nessa actividade.

Percebi/senti que era o meu avô…até porque éramos bastante chegados e ele costumava ir sempre despedir-se de mim todas as noites.

Passados uns meses disto ele morreu e nesse dia apareceu-me diferente, era um fantasma… dobro do tamanho anterior e a cintilância tinha desaparecido. Disse-lhe que o lugar dele não era mais ali… tinha de ir para onde lhe competia… e ele assim foi… na terceira noite sonhei com ele e acompanhei-o ao local da 4ª Dimensão onde todos nós contabilizamos a nossa vida e decidimos o que fazer.

Nada disto foi tétrico mas muito normal. Lembro-me de dizer ao meu avô, nessa altura, que a vida dele tinha sido um sucesso e eu estava feliz por estar ali com ele.

Mais tarde e há menos tempo, quando quero relaxar , costumo ir para a Ria de Aveiro, fico debaixo de uma árvore e observo os elementais…vejo as andanças deles… borboleteiam à nossa volta…juntam-se e separam-se… a primeira vez que fiz uma iniciação xamânica mostrei-os a essa pessoa e ela viu-os imediatamente. São pequenos corpúsculos brilhantes de luz que existem no ar… vêem-se melhor na praia ou na natureza e com sol…

São eles que são absorvidos por nós quando respiramos prana, nas respirações yogues especiais que tanto recomendo…

Foi depois de uma respiração dessas, em conjunto com mais algumas das meninas, que vimos luzes sobre o sol… imaginem se tivéssemos respirado mais…podiam até ver auras… rsrs

Pois… os elementais podem ser usados por nós, eles vivem para isso e a energia d’Aquele que Existe por Si Só desce através deles nas terapias… e a sincronicidade é que, quem eu iniciei, iniciou-me, e sem ela, a minha irmã Sofia, nunca teria compreendido isto.

Os elementais têm consciência, podemos contactar com eles e pedirmos energia… são eles que nos curam… são eles que dissolvem os orbs e as pequenas almas e reciclam toda a Energia da Natureza…

São também eles que fabricam orbs sob a acção de uma consciência Maior, a nossa e a dos Mestres Ascensos, nossos irmãos e irmãs, não encarnados neste plano.

Obrigada às minhas irmãs do Circulo de Cura, sem vós não teria chegado nem a metade do meu caminho… vocês podem não se aperceber mas dão-me o impulso… :) <3

Paz e Amor
Curadora64

Copyright © Curadora64  All Rights Reserved. You may copy and redistribute this material so long as you do not alter it in any way, the content remains complete, and you include this copyright notice link:
http://auras-colours-numbers.blogspot.com/

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

copyscape

Protected by Copyscape

Adam Kadmon

Meridianos MTC

Kundalini

Toroide - Energia Livre

Formas de Pensamento

A Grande Invocação

Meditação pela Paz

Meditação fora do espaço e tempo (a qualquer hora e em qualquer lugar, sem inscrições nem regras)Apelo ao envio de Luz...

Posted by Auras, Cores e Números on Sábado, 11 de Julho de 2015

Aura - o que é?

Controlo da Mente

Vida ET


"Se não existe vida fora da Terra, então o universo é um grande desperdício de espaço."- Carl Sagan
Posted by Auras, Cores e Números on Sábado, 29 de agosto de 2015

Chakras

Deva Premal - playlist