Colecção Auras G+

Colecção Auras G+
Posts por temas

Publicação em destaque

Transformando emoções em sentimentos

sexta-feira, 25 de setembro de 2015

COMO O NOSSO CORPO FÍSICO REAGE ÀS MUDANÇAS DE ENERGIA


Este é um conhecimento antigo mas pouco divulgado. No entanto algumas correntes da Filosofia Yogue sempre o ensinaram. Vou tentar explicar em linguagem corrente e simples.

Para o nosso corpo físico qualquer mudança de energia externa é ameaçadora e dramática.

Por exemplo, uma coisa insuspeita pode acontecer: vou passear para um local com fama de ter uma energia positiva muito forte…

Em princípio tudo parece correr bem, enquanto lá estou realmente sinto-me bem; até medito e tenho uma experiência muito espiritual como nunca tinha tido antes…

Ao fim de algum tempo volto para casa, geralmente para uma cidade que tem a sua própria energia um pouco mais densa. No dia seguinte digo aos amigos e colegas de trabalho:

- Tenho de ir lá mais vezes, sinto-me óptima!

O pior é passado uns dias, começo a sentir-me abatida e cansada… Penso:

- Não entendo isto, devia estar-me a sentir bem, depois de uns dias em X, a tomar banho naquelas águas, depois de uma experiência espiritual tão profunda e estou agora a sentir-me tão desanimada…:(

É uma lei conhecida: a lei da mola ou do elástico. Suponhamos que temos um elástico em repouso… é o que nós somos (a energia do nosso corpo físico).

Vamos a esse local maravilhoso, fazemos uma terapia vivificante, etc, e o elástico estica, estica, ficando com o dobro do comprimento.

Voltamos: fica tudo bem até ao primeiro embate, porque basta uma pequena coisa que nos faça perder a energia e toda essa energia extra vai ao ar, inclusive mais alguma; o elástico fica mais curto do que é costume.

É essa perda de energia extrema que debilita o corpo energético enfraquecendo de seguida o corpo físico naquele órgão especial que tem sempre mais problemas.

Os locais com energia positiva, as terapias energéticas, meditação, yoga, etc, são muito boas mas numa base regular e principalmente acompanhadas de esforço próprio…:)

Sem um esforço continuado, um autopoliciamento constante, diria eu, de manter o corpo energético carregado não existe nem bem-estar físico nem bem-estar mental.

Além de termos de nos conhecer, a vários níveis, para sabermos o que resulta para nós, temos de cumprir sempre certas regras universais.

A primeira delas é o aterramento, ou seja, a ligação à Terra. A sincronização da nossa energia com a frequência da energia da Terra é algo a fazer em primeiro lugar. Trata-se de reconhecer que a Terra é a nossa Mãe Universal, colocando os nossos pés descalços nela e fazer fluir a luz do sol através dum canal de Luz que inicia no chakra coronário percorrendo todo o corpo e saindo pelos pés.

Podem também ligar-se às raízes de uma árvore que viva perto de vocês. Nesse caso liguem o seu coronário a uma estrela. Fiz isso há muitos anos quando estava doente e não podia fazer de outro modo e estou contente com o resultado. Outras pessoas ligam-se a um determinado cristal. Nesse caso lembrem-se que o cristal só pode servir para esse fim e não se esqueçam de o limpar energeticamente antes, mantendo sempre limpo com uma selenita por exemplo.

Para manter a energia correcta devemos praticar a ação correcta e o pensamento correcto. Isto é o mesmo que dizer: praticar o que a nossa consciência nos diz. Porque senão o fizermos, o nosso corpo mental vai desestabilizar o corpo emocional e este vai descarregar o corpo energético.

É por isso que devemos meditar/pensar sobre o que nos perturba e tentarmos resolver o problema a vários níveis:

1º pensamento

2º mental

3º emocional

4º energético

Um bom terapeuta vai estruturar tudo isto para vocês e vai vencer a energia de resistência inicial (inércia) mas, uma grande parte do trabalho é vossa porque é preciso substituir muitos hábitos de vida para que se note alguma mudança relevante na nossa maneira de funcionar e de nos relacionarmos com o Universo.

Às vezes a vida dá-nos uma oportunidade de fazer isso mesmo, ao colocar a nossa vida de “pernas para o ar”, ao tirar-nos o tapete debaixo dos pés…

Mas dessa maneira dá origem a muito sofrimento e a maior parte das pessoas não entende que é para o seu próprio desenvolvimento espiritual.

A importância de adquirirmos e mantermos o nosso próprio e específico equilíbrio energético é enorme para o nosso desenvolvimento espiritual.

Até o conseguirmos não temos paz para podermos aprender e praticar técnicas mentais que nos permitam evoluir e estaremos sempre sujeitos à pressão das influências do inconsciente colectivo e da nossa própria mente espiritual.

Como o fazer?

Vou falar-vos do exemplo extremo: o caso dos pastores.

Os pastores, como sabem, guardam os animais de pastorícia, levando-os para pastos mais verdes; para isso tem que subir e descer montanhas até chegarem aos vales, passando uma grande parte da sua vida sozinhos na Natureza, rodeados de animais.

Têm muita sorte digo-vos eu, conseguem limpar, estabilizar e carregar o seu corpo energético melhor do que qualquer outra pessoa. Claro que se os pastores gostam do que fazem é mais fácil. Se não gostarem entra em acção o 1º princípio do pensamento e estraga tudo. Mas geralmente aprendem a gostar e têm longas vidas saudáveis e pacíficas.

Nós não somos pastores e, quase todos vivemos no ioiô da energia, muitas vezes porque não sabemos como controlar a nossa mente instintiva. E ao não a controlarmos, há-de haver alguém que a controle, daí os “mass media” terem tanto sucesso com estórias bem contadas que nos invadem a nossa casa através da TV…Isto é a vitória da mente colectiva.

Mas não precisamos ir mais longe: os nossos amigos às vezes bem-intencionados mas com a sua própria energia, com mais atitude e mais personalidade, conseguem influenciar-nos facilmente. Basta cairmos no erro de entrar em discussões ou mesmo querermos convencê-los disto ou daquilo…Isto é a influência através do controle da nossa mente instintiva por alguém que não nós.

Como se controla a nossa mente instintiva?

1.     Quando se está a fazer qualquer coisa deve-se focar a nossa atenção apenas nisso. É uma espécie de meditação em movimento, chama-se hoje em dia mindfullness, eu conhecia por Hatha yoga no meu tempo de iniciante da Filosofia Yoga. Assim controlamos a mente instintiva.

2.     Se estamos muito felizes (eufóricos), devemos baixar a energia de forma a ficarmos medianamente satisfeitos, de forma a estarmos em Paz. Da mesma forma se estivermos tristes com alguma coisa devemos subir a nossa energia de modo a ficarmos medianamente satisfeitos, de forma a estarmos em Paz. Assim controlamos a mente instintiva.

3.     Se temos vícios que nos façam mal ou causem prejuízo a outros devemos abandoná-los substituindo-os por outros que causem felicidade e Paz… Assim controlamos a mente instintiva.

4.     Com os hábitos é o mesmo, não adianta martirizarmo-nos até nos sentirmos infelizes… Recentemente resolvi deixar de comer bolos e outras coisas que gosto de comer mas que não me fazem muito bem, consegui porque substitui por outros hábitos mais saudáveis.

Procurem a mudança, antes que a mudança os procure a vocês. Mas se tal acontecer tenham a sabedoria de descobrir o porquê e a humildade de procurar ajuda. :)

Paz e Amor,

Curadora64
Copyright © Curadora64  All Rights Reserved. You may copy and redistribute this material so long as you do not alter it in any way, the content remains complete, and you include this copyright notice link:


2 comentários:

Ana disse...

Gostei muito, no meu caso faz todo o sentido, já percebi que tenho que fazer algo, só não sei onde encontrar ou procurar ajuda, porque consigo prever algumas coisas, mas sinto que preciso de mais para conseguir acreditar em mim. Obrigada pelo texto

Curadora64 disse...

Obrigada Ana, vivendo e aprendendo... um dia de cada vez...vai conseguir.

:) <3

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

copyscape

Protected by Copyscape

Meridianos MTC

Kundalini

Toroide - Energia Livre

Formas de Pensamento

A Grande Invocação

Meditação pela Paz

Meditação fora do espaço e tempo (a qualquer hora e em qualquer lugar, sem inscrições nem regras)Apelo ao envio de Luz...

Posted by Auras, Cores e Números on Sábado, 11 de Julho de 2015

Aura - o que é?

Controlo da Mente

Vida ET


"Se não existe vida fora da Terra, então o universo é um grande desperdício de espaço."- Carl Sagan
Posted by Auras, Cores e Números on Sábado, 29 de agosto de 2015

Chakras

Deva Premal - playlist