Colecções Auras G+

Colecções Auras G+
Curadora Sessenta e Quatro

Publicação em destaque

Algumas considerações sobre a visualização espontânea de auras

segunda-feira, 13 de julho de 2015

A Origem


Esta reflexão foi inspirada por algo que ouvi de David Wilcock dizer em 2014 na palestra do UFO- Contact Desert na Califórnia. Embora o filme tenha 2 horas e 51 minutos, só comentei a primeira hora.



Ele apresentou experiências científicas, as últimas novidades de 2014 na verdade, que comprovam algo que os budistas tibetanos já sabiam de modo espiritual.
Então, embora eu vá fazer um resumo da sua palestra, vou também “reexplicar” as suas conclusões do modo que eu as entendo, sendo responsável por essa parte.
****************
E no princípio era a Geometria…

Os Tibetanos possuem uma mandala – Vajravarahi – que representa todo o Universo. Aliás mais do que isso, representa a mente do Universo. Esta mandala é a representação bi- dimensional de algo que é multidimensional e muito mais conhecido: a Merkabah.



                     ~Super Merkabah ou cubo de Metatron~
No ano passado uma equipa de dois cientistas, liderada por Nima Arkani-Hamed com Jaroslav Trnka, descobriram o amplituhedron ao estudarem as equações de Feynman com subespaços positivos de Grassmannian. (Já sei…estão com vontade de fugir… :)
As implicações práticas e básicas desta geometria, o amplituhedron, que é um quarto de um cubo de Metatron, e da mandala Vajravarahi, por consequência, são muito interessantes:
·         Não houve big-bang. O que existe é esta geometria primordial – o amplituhedron que pode estar/aparecer em qualquer ponto do espaço.
·         O tempo não entra nesta equação, porque é uma variável local de alguns sistemas materiais.
·         Todo o Universo material pode ser explicado como a manifestação desta geometria primordial.
·         Qualquer ponto do espaço é o centro do Universo.

O Som ou Vibração Primordial que produz a Geometria 

Cristalina
 
Como teria aparecido, e continua a aparecer, esta geometria primordial, sendo a criação divina algo continuo?

Através de um som podemos, como explicou, nos anos 70,  o Dr. Hans Jenny no seu study of geometry in fluid vibrations – Cymatics, criar uma geometria específica. A uma determinada frequência corresponde uma determinada geometria.

A primeira experiência dele, e a mais famosa, foi a de misturar um fluido (água) com areia e aplicar um campo vibratório usando osciladores cristalinos. O resultado foram os padrões de Chladni, músico e físico alemão do séc. XVIII que estudou a mesma matéria. 


Embora os padrões obtidos sejam inúmeros, aquele que entusiasmou mais David Wilcock, e a mim, devo dizê-lo, foi o obtido com a frequência da Terra (7 Hz), porque o resultado obtido é igual ao cubo de Metatron ou à Flor da Vida do Osirion, na figura seguinte.


“Aliás, e isto é um aparte meu, a Terra foi forçada a manter esta frequência, durante muito tempo e por várias razões. As linhas de Ley estabelecidas há mais de 12.000 anos têm o mesmo formato:

Quando a equipa Kryon veio para a Terra “colocar quase a zero a malha magnética da Terra” não fez mais do que permitir que a frequência da Terra subisse…neste momento está em 8 Hz e subindo, permitindo que uma nova consciência humana emerja.
” – C64
Voltando a D.W. … 

Os físicos Stefano Liberati e Luca Maccione, também em 2014, propuseram um modelo de super fluido para o vácuo espacial, ou seja, para o éter dos 5 elementos da 1ª densidade (ou 1ª dimensão), tal como se pode ler neste artigo.

Tanto esta teoria como a anterior (Amplituhedron) fazem-nos compreender que o Universo não é mais do que um fluido em que a matéria formada pela geometria cristalina flutua.
Por extraordinário que possa parecer, estas teorias unificam a mecânica quântica com a gravidade, e isso é uma verdadeira Teoria de Tudo. A primeira válida em muitos anos.

A simplicidade desta teoria diz-me que é verdadeira… Os nossos cientistas finalmente estão no bom caminho, graças às descobertas do Bosão de Higgs, em 2013, no Grande Colisor de Hádrons (LHC) do CERN, na Suíça.

As densidades do Universo Material

Segundo Wilcock, que afirma ter recebido estas e outras informações de seres de outras dimensões, com representação na Terra, os seres que vivem no Multiverso são compostos por 40% de povos humanóides sendo a nossa galáxia povoada exclusivamente por povos do tipo humano no que diz respeito à 3ª densidade (já explico o que são as densidades segundo DW). Por tipo humano entende-se: um tronco, duas pernas, dois braços e - deixei para o fim de propósito – uma cabeça…
A cabeça varia com o tipo de animal predominante nesse planeta. Por exemplo, se for um planeta do tipo primata (macaco) será como o nosso, teremos o tipo humano. Se o tipo de animal for o pássaro teremos um corpo humano e uma cabeça de pássaro.
“Faz-me lembrar imediatamente o deus egípcio Toth, que aliás, segundo diz a teoria dos antigos astronautas, também percorreu a China como médico sobrenatural. Aliás na China os antigos deuses com corpo de animais e vice-versa são comuns. Pode ver aqui e aqui. O mesmo acontecendo na Índia, como pode ver aqui e aqui.
Outros deuses egípcios com cabeça de chacal como Anúbis ou de gato como Bastet enquadram-se…estes dois últimos sabemos que vêm de Oríon mas Toth de onde viria?
De salientar que o deus da cabeça de íbis, Toth – também chamado de pássaro Benu, é um deus mais antigo, pré-dinástico, ou seja do tempo megalítico, talvez do mesmo tempo que as enormes pedras misteriosamente cortadas, e compostas, do Osirion.” – C64
As densidades seriam, segundo Wilcock:
·         1ª densidade - formada apenas pelos 5 elementos (água – icosaedro – 20 lados, fogo – tetraedro – 4 lados, terra – cubo – 6 lados, ar – octaedro – 8 lados e éter – dodecaedro – 12 lados) que são associados, em geometria aos sólidos platónicos como na figura seguinte:



·         2ª densidade – a organização de matéria mais simples em que temos animais com uma consciência instintiva do Todo mas pouca consciência individual. Segundo ele e à maneira hindu estes evoluiriam por contacto connosco para a…

·         3ª densidade – que somos nós. Temos uma consciência individual e por vezes é apenas essa (infelizmente) em que a ilusão de separação prevalece. Por isso existe a polaridade: o bem e o mal, o positivo e o negativo.

·         4ª densidadeApenas para fazer uma revisão, o corpo humano é um desenho padrão em toda a Galáxia, uma vez que foi desenhado e construído pela Galáxia para expressar a sua própria ‘personalidade.’ Continuais a ter a forma humana na quarta e na quinta densidade. Na sexta densidade a vossa forma natural é simplesmente uma esfera de luz.

Um grupo como Ra começou como um planeta de pessoas da ‘terceira densidade’ como nós – no caso deles, aparentemente, naquilo que é agora Vénus, há cerca de 1.5 biliões de anos. Então mudaram gradualmente para a ‘quarta densidade’, como a Terra agora está a mover-se – obtendo capacidades tais como a levitação, telecinese, escudo de gravidade, viajar no tempo, energia livre, pensamento manifestador, cura instantânea e outras.

[Em alguns casos, as civilizações avançadas da Terceira densidade também podem adquirir estas tecnologias e capacidades… só para sermos precisos.]

Ainda têm um corpo humano como nós, mas é menos físico e mais como podeis pensar que seja um corpo de luz. Podem manifestar o seu alimento através do pensamento, mas muitas vezes, estão tão embrenhados a ajudar os outros que se esquecem de se alimentar adequadamente.

À medida que crescem, as pessoas da quarta densidade preocupam-se, muitas vezes, em ajudar os planetas da terceira densidade como o nosso, na maior parte das vezes, "por trás do pano". Algumas culturas recebem contacto físico, a nível local, se progrediram o suficiente como grupo, para permitir uma tal visita.

Os seres da quarta densidade influenciam as pessoas certas a encontrar-se umas com as outras, provocam a ocorrência de sincronicidades, ajudam-nos a “criar a nossa própria realidade,” e ajudam a fazer essas coisas místicas, como a “Lei do Karma,” verdadeiramente a passar para trás das cenas. Para viajar precisam de naves do tipo OVNI, mas, com toda a facilidade, podem torná-las invisíveis às pessoas da terceira densidade.

As pessoas da quarta densidade podem ser bastante ingénuas, particularmente no caso dos seres positivos da quarta densidade, e não têm um padrão para compreender ou antecipar a negatividade humana.

As pessoas da quarta densidade podem ser visíveis para nós a olho nu se o permitirem mas, simplesmente pelo aumento da sua frequência de vibração – indo para um lugar de pensamento inspirado – podem tornar-se invisíveis com toda a facilidade. Isso não será mais possível uma vez que o nosso planeta mude para a quarta densidade que, agora, já está bem a caminho de acontecer. (Esta parte foi retirada de Galactic Channellings -Pt  já que está mais bem explicado a meu ver. DW tem falado neste assunto já há algum tempo.)
·         5ª densidade – alguns seres que vivem na 5ª densidade serão positivos e outros negativos. “Ele aqui não tem a certeza… eu tenho: são positivos todos. A 4ª densidade funciona como tampão ou filtro e a negatividade não passa.” A partir desta zona as viagens estelares são feitas por “buracos de minhoca”, vive-se mais na Merkabah, os corpos são mais subtis e são de Luz em vez de matéria.

·         6ª densidade – é lá que vive Ra, o mensageiro dos livros: “A Lei do Uno”. Wilcock baseia-se bastante nestes livros. Tive ocasião de ler algumas partes recentemente e acho extraordinariamente parecidas com as indicações do meu Eu Maior. :)
O universo holográfico é criado pelos seres da 6ª densidade. A glândula pineal teria sido implantada por eles há cerca de 75.000 anos. “No tempo da Lemúria.”
 
·         7ª e última densidade – ele associa as densidades ao chakras e diz que neste corpo apenas podemos ter acesso às 7 densidades. “Isto é correcto apenas quanto à forma, mas o número de chakras é maior porque já tive - e sei de outros que tiveram também - acesso a mais densidades, ou como eu gosto de dizer: dimensões.”

Faça-se Luz

A partir dessas geometrias que sustêm o Universo, literalmente, a primeira emanação foi a Luz e a Vida biológica é criada a partir da Luz.

Em 2011, o Dr. Luc Montagnier, prémio Nobel da medicina em 2008, realizou uma experiência em que verificou que o ADN se podia teletransportar.


Essencialmente, ele usou dois tubos de ensaio - um contendo um fragmento de ADN de cerca de 100 bases de comprimento, outro contendo água pura - e isolou-os numa câmara que imitava o campo electromagnético natural da Terra. Os tubos de ensaio foram alojados dentro de uma bobina de cobre com um campo electromagnético fraco.


Várias horas depois, o conteúdo de ambos os tubos de ensaio foram colocados em reacções em cadeia da polimerase para identificar quaisquer vestígios de ADN - um processo que sujeita os conteúdos de enzimas que fazem cópias de quaisquer fragmentos de ADN que eles encontram.  

De acordo com o Dr. Luc Montagnier, o DNA foi recuperado a partir de ambos os tubos, embora o segundo só devesse ter água.

O Dr. Montagnier e a sua equipe dizem que isso sugere que o DNA emite seus próprios sinais electromagnéticos que imprimem a estrutura do DNA em outras moléculas (como água). Ostensivamente, isto significa que o DNA pode projectar-se a partir de uma célula para outra, onde possam ser feitas cópias - algo como teletransporte quântico de material genético.

DW diz que o ADN é um armazenador de Luz…e eu concordo… :)

O campo electromagnético primordial, campo unificado  ou a onda Φ

Na experiência da Vida auto gerada em água do Dr. Ochoa vemos que, algo de que os cientistas sempre duvidaram, é possível.

Não há muito tempo atrás, foi descoberto que no espaço sideral, a poeira espacial flutuante era rica em material orgânico e ADN, e sempre é assim. As bactérias abundam no espaço, o que nos faz pensar no campo electromagnético primordial e misterioso, que leva a que materiais inanimados se transformem em vida orgânica.

O Dr. James Strick publicou a sua experiência no seu livro: Sparks of Life”.





Ele demonstrou que existe geração espontânea da vida a partir de matéria inanimada. No seu livro, ele aborda as várias experiências onde a matéria viva se iria manifestar espontaneamente dentro de um recipiente hermeticamente fechado, contendo nada além de água purificada e areia da praia.

A areia e a água do mar, antes de a experiência ter lugar, iriam ser aquecidos com luminescência branco-quente para matar todas as bactérias que estavam dentro do recipiente anteriormente.

Agora, este procedimento é a mesma prática que os médicos e os cientistas usam para esterilizar suas ferramentas e materiais antes de realizar a cirurgia ou outras experiências científicas.
É um procedimento que esteriliza completamente o material, e o tubo foi selado a vácuo, por isso não havia absolutamente nenhuma hipótese de que qualquer material orgânico ter entrado no vidro.

Tudo isto foi publicado em um jornal com um longo título, “Microscopia de Luz e análise ultra-estrutural da formação SAPA Bion e crescimento in vitro”.
James Strick escreveu sobre isso no seu livro "Sparks of Life", e este artigo foi originalmente publicado pelo Dr. Ignacio Ochoa Pacheco.

SAPA significa pacote de areia, e Bion significa formas de vida que emergem como luz espontaneamente num determinado meio.

Ao 5º dia da experiência, eles olharam para a superfície da água, e no topo encontraram vários tipos de pequenas criaturas que estavam crescendo neste suposto ambiente não-vivo.

Aqui está a primeira foto. Parece um cérebro com dois lóbulos, idênticos em cada lado.





Este parece uma folha:


E visto de mais perto:


De onde é que este ADN e (posteriormente) esta vida biológica vem? Como ela aparece no tubo de ensaio?

Isso é muito simples - o ADN que está crescendo dentro dos tubos de ensaio, é tal como, provavelmente, o primeiro ADN que já existiu; o ADN que cresce no espaço; o ADN que cresce dentro de um vulcão; todos eles surgem em ambientes onde não era suposto existirem organismos vivos sequer.



                            ~Espiral da vida~

Como funciona este campo electromagnético primordial em relação às moléculas?

Imagine que existem apenas moléculas espalhadas em linha reta, e que o campo de torção está sempre permeando todas elas e em torno delas. Vai agarrar nas moléculas e girá-las em padrões que o campo de torção tem. Muito parecido com um íman interagindo com lascas de metal ao seu redor, torcendo-as num padrão particular, podemos observar o campo electromagnético primordial ou como a física quântica o denomina - o campo unificado, grande e abrangente que envolve e permeia tudo e todos, e estas experiências começam a fazer sentido.

Sabemos que a espiral de base do ADN tem todos os aspectos básicos da sequência de Fibonacci ou do número Áureo. Isso é em todos os lugares na natureza, nas formas de conchas Nautilus, todas as plantas e até mesmo os nossos próprios corpos. Isto sugere que a proporção Áurea - fi  (Φ) é a característica fundamental da onda (função de onda), e que o ADN está a emergir a partir do campo Φ da criação que está a fluir através de todo o espaço e tempo.

Tudo apareceu a partir do
campo electromagnético primordial, o que leva o material em torno de si - as matérias primas presentes na areia da praia e a estrutura H
20 básica da água - a formar inteligentemente seres vivos a partir das espirais da vida.

Essa ideia apoia o trabalho de Francis Crick - que teorizou que o ADN não evoluiu por acaso.
(in “The Source Field Investigations” by David WilcockDivine Cosmos)


Conclusão

DW adverte que devemos evitar o medo e cultivar a compaixão a Todos e a Tudo. Esta é a única maneira de vencer os seres negativos, pois estes alimentam-se de sentimentos e actos negativos. Para isso criei este blog e tento viver assim todos os dias da minha vida. Não sou perfeita, mas não desisto, faço o melhor que posso e tento melhorar sempre, consistentemente.

Recentemente criei um apelo à meditação-oração pela harmonia e prosperidade em cada país dos leitores. Sei que me lêem em muitos países diferentes. Aceitem esse desafio por um mundo melhor. Obrigada por lerem.
 
Paz e Amor
Curadora64
Copyright © Curadora64  All Rights Reserved. You may copy and redistribute this material so long as you do not alter it in any way, the content remains complete, and you include this copyright notice link:

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

copyscape

Protected by Copyscape

Qigong

Sobre o Amor

Adam Kadmon

Meridianos MTC

Kundalini

viagem astral

Toroide - Energia Livre

Formas de Pensamento

A Grande Invocação

Meditação pela Paz

Meditação fora do espaço e tempo (a qualquer hora e em qualquer lugar, sem inscrições nem regras)Apelo ao envio de Luz...

Posted by Auras, Cores e Números on Sábado, 11 de Julho de 2015

Aura - o que é?

Controlo da Mente

Vida ET


"Se não existe vida fora da Terra, então o universo é um grande desperdício de espaço."- Carl Sagan
Posted by Auras, Cores e Números on Sábado, 29 de agosto de 2015

Chakras

Deva Premal - playlist