Colecções Auras G+

Colecções Auras G+
Curadora Sessenta e Quatro

Publicação em destaque

Algumas considerações sobre a visualização espontânea de auras

quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

Os Efeitos e Usos da Rede Cristalina Planetária Potenciada Por Adama

 
 

A rede de cristal - ou a corrente vital de cristal, como também é conhecida – é constituída essencialmente por duas partes, uma física e outra etérica. Os principais usos da rede estão relacionados com a amplificação de energia (no plano físico) e com a armazenagem e transmissão de informação (no plano etérico).
A rede é um canal direto para que a consciência humana aceda e disfrute da perceção plena das dimensões terrestres inferiores. A consciência humana, ou corrente mental, é na verdade a terceira rede que se ajustará durante a ascensão do planeta Terra.
A rede de cristal tem estado sempre colocada no interior e à volta do planeta Terra.

O que se tem experimentado recentemente é uma expansão dos efeitos da rede no ADN, tanto no do planeta como no vosso. Trata-se de um resultado direto da ascensão das energias da rede de cristal a uma vibração mais elevada e pura.
O que vocês estão a experimentar ao interagirem com a rede de cristal no processo de ascensão é o mesmo que o próprio planeta está a ser submetido.
Através desta interação com o processo do planeta, o vosso corpo físico também se está a reestruturar. A vossa própria estrutura cristalina está a ascender mediante os ajustes do vosso ADN. E os mesmos ajustes dão-se, bem amados, desde que aumentem e mantenham o vosso nível de amor e luz, todos os dias, através das energias do coração.

Porque é que está a acontecer isto? Isto acontece porque agora já está na altura da humanidade e a Terra, avançarem para passarem a um nível de existência muito mais elevado. Acontece também porque isto foi o escolhido pelo vosso Eu Superior.
Vocês chegaram à conclusão que já tinham estado bastante tempo separados e solicitaram a ajuda necessária para provocarem a mudança no vosso interior e no vosso planeta.
Durante os últimos vinte anos da Terra, realizaram-se medições sobre a vontade e o desejo de todos vocês saírem das energias em que viveram tanto tempo – energias mais densas -, e as redes foram recalibradas para vosso benefício. Em primeiro lugar ajustou-se a rede magnética, ou seja, a corrente vital geomagnética do planeta. Isto permitiu uma maior conexão com os reinos etéricos, assim como a dissolução de uma grande parte do véu da dualidade e da falsa ilusão.

Depois, a rede de cristal elevou-se a uma vibração superior e muitos de vocês foram chamados a trabalharem mais ativamente com estas energias. Todos estão a experimentar a mudança vibratória da rede, quer estejam conscientes disso ou não.
A vossa própria frequência de vibração está a adaptar-se à da rede e, deste modo, agora todo o planeta está plenamente envolvido no processo de ascensão.

Para interagirem com a rede de um modo mais consciente, devem adquirir uma compreensão plena dos usos da mesma. E devem de realizar o compromisso, no interior do vosso coração, de aceder à rede unicamente do modo apropriado e apenas para o bem comum. Em tempos passados, quando a rede era observada à vista desarmada, na era da Atlântida, frequentemente acedia-se com fins corruptos.
Mas as lições aprendidas e a experiência adquirida foram muito valiosas e por isso têm de compreender que não se permitirá que tal coisa volte a acontecer.
Aqueles que o tentarem fazer, vão ser confrontados com um retorno muito rápido das suas próprias energias - e intenções – viradas contra si próprios, assim como com as suas consequências kármicas dos seus dúbios objetivos.

Durante muitos anos, desde a caída tanto da Atlântida como da Lemúria, a rede de cristal etérica manteve-se mais afastada da atmosfera do planeta. Esta medida foi tomada para se proteger a rede de possíveis maus usos e da corrupção da sua matriz. Permitiu-se que o planeta e a humanidade vivessem sem a sua influência etérica direta durante muitíssimo tempo, e isto diminuiu em grande parte, as vossas faculdades espirituais naturais, a que vocês chamam de dons espirituais.
Isto também fez com que vivessem com 5 a 10% do vosso pleno potencial – e por vezes menos – em comparação com os 100% que uma vez disfrutaram e que agora estão a reclamar e da qual sentem falta.
Este curso de ação foi adotado porque no interior da mente de Deus se reconheceu e se traduziu através da hierarquia espiritual, que era muito provável que os erros da Atlântida se voltassem a repetir. E estou seguro que vocês  sabem que, se os deixassem, existem ainda pessoas encarnadas neste momento a quem agradaria muito recriar um panorama semelhante.
Felizmente agora existem em número menor que antes e brevemente devem transformar-se e abraçarem a sua divindade, ou partirem para continuarem a sua evolução noutro lugar.

Nós não compreendemos a queda da Atlântida e da Lemúria naquele momento: necessitamos de entender e experimentar a totalidade dos motivos porque isso aconteceu e a sabedoria ou a lição obtida.
Não desejamos nem culpar nem castigar ninguém pelos acontecimentos da Atlântida. Na verdade todos quantos residiam ali, como parte daquela grande experiência, fizeram-no por sua própria vontade. Nós os honramos pelo papel que desempenharam em aumentar a nossa compreensão de todos os aspetos do Espírito. Mas o extremo mau uso das energias que ameaçaram a vida do próprio planeta, obrigou o Criador a pôr fim à evolução daquela civilização prematuramente.
Não se permitiu que as lições se chegassem a completar.

Depois da queda da Atlântida, afastamos a rede de cristal etérica. Esta desconexão criou o meio propício para novas lições humanas e para os acontecimentos da vossa história que daí resultaram. Escolheu-se, criou-se e aprendeu-se muita experiência que jamais teria tido lugar na atmosfera – de maior pureza – da rede.
Em última análise chegamos a compreender a queda da Atlântida, assim como a totalidade da experiência e da expressão humana através do livre arbítrio. E hoje, mais uma vez, encontramo-nos com um mundo à beira da autodestruição, ainda que talvez não de forma tão violenta nem cataclísmica como da última vez.
Agora o panorama parece-se mais com uma lenta e dolorosa enfermidade autoimune, na qual o organismo se corrói a si mesmo.

Assim, caros amigos, agora encontramo-nos, uma vez mais, todos conectados à rede, tanto no vosso reino como no nosso. Todos nós nos achamos envolvidos num processo que finalmente conduzirá à reabertura do coração de Lemúria. As lições de desconexão em relação a Deus, foram aprendidas e reaprendidas, exploradas e examinadas a partir de todos os ângulos. Já extraímos disto todo o conhecimento que pudemos e chegou a hora de avançar.

No decorrer dos registos da vossa história e arte, a criação foi mostrada como a chispa divina que se inflamou até tomar forma. Trata-se de uma bela e poderosa imagem portadora de plena majestade e graça Divina. Inspira pureza de emoção a quem a visualizar, mas as propriedades plenas de manifestação implicam mais do que simplesmente a inspiração. Não se pode criar no plano físico sem o processo físico da cristalização.

Os cristais e o processo mediante o qual se forma um cristal físico, unificam tanto os aspetos superiores como os inferiores do Divino. Representa nesse momento de começo, uma união entre o Divino e os elementais que residem na Terra. Representa também um extravasar de informação, na medida em que cada cristal representa um armazém de energias e experiências concretas.

Muitos de vocês tiveram uma ou várias vidas em formas cristalinas puras. Mais tarde, muitos de vocês imbuíram noutros cristais os aspetos do vosso Eu Maior, para a edificação e educação de outros que vieram mais tarde. Muitos de vocês imbuíram cristais, também, com o aspeto do vosso Eu para poderem, vocês mesmos, reunirem-se posteriormente com eles através do canal de cristal.

Se bem que o Espírito que reside no interior de um cristal, possa não parecer tão atrativo como o vosso, é de facto tão ativo – senão mesmo mais expansivo – quando é ativado diretamente por um Espírito voluntarioso em forma humana.
A frequência de vibração aparentemente mais lenta de alguns cristais é na realidade uma função que estes Espíritos têm desempenhado, durante muitos anos de serviço paciente, frequentemente arreigados numa mesma forma física durante milhares de anos. Temos para com eles uma grande dívida pela sua boa disposição em permanecerem no seu lugar, ancorando as suas energias, até que chegue o momento de serem libertados de novo na matriz do cristal maior.

Pois ao aproximar a rede de cristal etérico, uma vez mais ao serviço do planeta, esta despertou – e reuniu de novo – todos os guardiões das nossas energias que residem na forma de cristal físico.
E uma vez mais, a rede de cristal físico foi reativada com a vontade do Divino.
Através desta rede física deu-se início ao processo completo de ascensão da própria Terra, o qual prosseguirá até que a vibração do planeta alcance uma mudança dimensional e se volte a reunir com os aspetos superiores de si própria. A consciência humana alcançará um novo e maior nível.

Neste momento, os que empreenderam esta viagem com a Terra, começarão a encarnar de novo os vossos aspetos superiores e a reuni-los de novo convosco. Com efeito, nós somos estes aspetos superiores. E de facto hoje muitos cristais estão a ascender a formas de serviço superiores.

Esta nova consciência humana crescerá através de uma informação e compreensão superiores, que os cristais efetivamente, transmitem de bom grado quando se lhes pede. No entanto, a consciência maior chegará mediante a abertura do coração, pois é neste que reside a alma.
E a alma não julga as experiências que tem acumulado. Não pesa trauma contra o prazer, nem serviço contra ganância. Meramente, aceita todos os aspetos do Eu como valiosos e necessários para o Todo.

Encontra no espelho da rede de cristal, tanto física como etérica, a mais elevada representação do que deseja viver, em forma humana, neste planeta. Pois este é também um especto importante da rede: que unifica todas as energias num só fluxo e amplifica a força vital de todo aquele que a compreende; que conecta todas as energias de pensamento e coração, e quando vocês acedem a ela, como fazem as vossas “crianças de cristal”, convertem-se imediatamente em parte do Todo.

Através da rede chegam ao interior do coração e da mente de todos os que estão conectados com ela. Podem receber as respostas a todos as perguntas formuladas, assim como, as energias de cura e manifestação necessárias par qualquer esforço e serviço que possam querer iniciar, Tocam nos aspetos superiores do Eu e também em todos os demais. E amplificam a vossa própria essência Divina, tanto no vosso reino como em todos os demais.

O uso adequado de rede é essencial, e a intuição adequada para o seu uso é obrigatória.
Nós estamos aqui pata trabalharmos com cada um de vocês, individualmente, nas formas apropriadas de aceder a ambas as redes. Não vos podemos proporcionar técnicas genéricas para isto. Cada um tem o seu próprio lugar único nesta rede e o mesmo método não funcionará para todos nem promoverá a maior consciência.
Muitos de vocês já trabalharam anteriormente com a rede e descobrirão que lhes é familiar e natural. Para outros será muito mais difícil começar a conectarem-se com cristais físicos concretos que já têm nas vossas casas ou nas imediações à espera que os descubram.
Cada um de vocês está a experimentar agora a reestruturação do vosso ADN para converter numa forma cristalina mais pura. Estão a experimentar mudanças e realinhamentos físicos emocionais e mentais. Estes podem parecer estranhos, dolorosos e incómodos para o vosso sistema.
Tudo isto não é mais do que a resistência que se opõe à mudança. Estabeleçam a intenção de que todas as mudanças sejam para o vosso bem maior e assim vocês eliminam grande parte da resistência. E interajam ativamente com os cristais na cura de traumas passados e na libertação de energias tóxicas.

Conectem-se connosco através de um cristal ou simplesmente a partir da vossa mente, pedindo instruções sobre a rede de cristal. Depois, entrem em conexão com esta e peçam instruções. Compartilhem com outros aquilo que descubram, pois cada um tem um pedacinho dessa nova consciência.

Bendizemos-vos, amamos-vos e levamos-vos sempre nos nossos corações.
Procurem-nos na vossa consciência, pois nós também somos vocês.
 

 
 
                             


Fonte: Excerto de Telos III de Aurelia Louise Jones - "Protocolos da 5ª Dimensão", capitulo IX

Traduzido por Curadora 64 

Copyright © Curadora64 All Rights Reserved. You may copy and redistribute this material so long as you do not alter it in any way, the content remains complete, and you include this copyright notice link:

1 comentário:

Anónimo disse...

Tem muito bom aspecto!!!
Ainda só li o Telos I :)

Ms

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

copyscape

Protected by Copyscape

Adam Kadmon

Meridianos MTC

Kundalini

viagem astral

Toroide - Energia Livre

Formas de Pensamento

A Grande Invocação

Meditação pela Paz

Meditação fora do espaço e tempo (a qualquer hora e em qualquer lugar, sem inscrições nem regras)Apelo ao envio de Luz...

Posted by Auras, Cores e Números on Sábado, 11 de Julho de 2015

Aura - o que é?

Controlo da Mente

Vida ET


"Se não existe vida fora da Terra, então o universo é um grande desperdício de espaço."- Carl Sagan
Posted by Auras, Cores e Números on Sábado, 29 de agosto de 2015

Chakras

Deva Premal - playlist