Publicação em destaque

Algumas considerações sobre a visualização espontânea de auras

quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

AS SALAS DE REGISTO AKÁSHICO

"Enquanto não fizer o seu inconsciente consciente, isso irá controlar a sua vida e você o chamará de destino"

 

O que é o Registo Akáshico?
 
Sabemos que Tudo é energia por isso tudo o que fazemos deixa uma “pegada energética” proporcional à energia que gastamos a fazer uma determinada tarefa.
Os cientistas mostram-nos mapas do cérebro humano quando este faz uma tarefa pela primeira vez e quando faz algo rotineiro. A cor vermelha aparece profusamente na primeira e a azul na segunda, sendo associado o vermelho ao maior gasto de energia e o azul ao menor gasto.
Pois bem, no registo Akáshico ficam guardados todos os matizes do arco-íris porque os seres humanos usam todas as Cores para se expressarem. Por isso, na Bíblia somos referidos como os guerreiros do Arco-Íris.

(Aliás, a vinda dos guerreiros do Arco-Íris é referida em muitas culturas diferentes. Não há mistério: somos nós todos que estamos a voltar com a nossa consciência expandida e em compaixão.)
Quando a nossa 3ª visão ainda não está bem desenvolvida o que nos aparece primeiro são as cores de frequência mais baixa, por isso nos lembramos do “Vermelho” primeiro no que se refere às nossas vidas passadas.
Vou dar um exemplo: é frequente lembrarmo-nos “primeiro” da nossa própria “morte” ou de tempo de “aflições”. Nessa altura devido ao medo, dor e outros sentimentos negativos a energia libertada é imensa e a pegada energética é maior.
Aliás, é isso que se passa nesta “altura dos tempos finais” da energia velha. Estamos a desenvolver a nossa mediunidade e as primeiras frequências que vemos são as mais baixas.
As pessoas que não o sabem assustam-se e bloqueiam o chakra seis (3º olho) para não verem mais nada.
Isto é péssimo, dá origem a doenças até a pessoa compreender que não há razão para ter medo de nada.
Mas se perseverarem vão atingir o verdadeiro conhecimento: vão ver as outras frequências mais altas que correspondem ao conhecimento que adquiriram nas outras vidas, vão ter acesso às vidas com karma positivo e vão ter vislumbres do futuro.
Podem até ver a Nova Terra… eu sei porque já o fiz. J

As salas de Registo Akáshico
Existem salas que nos permitem ver, na verdade é mais que ver - parece que estamos lá, tudo o que se tem passado na Terra em qualquer momento.
Este post quase não tem referências, porque tudo o que encontrei na net está aparte, não é exato. Tirando as referências aos livros de Lobsang Rampa, em que ele descreve uma sala parecida com a que vi (em viagem astral) em 3D.
As imagens que vi vão ser apenas descritas, no futuro se puder vou inseri-las, terei de as fazer com auxílio de um programa de computador…
 

 

Salas de registo Akáshico em 3D, na Terra.
Pois é, elas existem…no nosso planeta existem inúmeras…
Existem sobretudo em lugares “santos”: debaixo de alguns templos religiosos, dentro de montanhas sagradas e em lugares remotos da Terra.
Lembrem-se de que no passado, quando a Terra era diferente – as zonas da Terra em que agora vivemos antes eram remotas e vice-versa - as pessoas usavam bastante estas salas para as ajudar a adquirir conhecimento variado.
Por exemplo, vou descrever uma que visitei recentemente na Palestina com o auxílio da Projeção astral:
É muito grande, um grande salão oval com uma bancada circular de “aparelhos eletrónicos antigos”. A bancada está colocada no centro dessa sala e no centro dessa bancada existe uma enorme “bola” que é ativada quando se manuseia alguns “botões” desta bancada.
Quando lá fui tive companhia, os meus acompanhantes sabiam o que eu precisava de ver, dizia respeito a uma vida passada, e manobraram a “bola” até esta se iluminar e mostrar a época desejada.
Posso dizer que no início, esta “bola” nos faz lembrar um holograma 3D mas depois existe também um efeito hipnótico que nos atrai e faz “cair” dentro da cena.
Vemos tudo como se fosse real, revivemos de novo as mesmas emoções e expectativas…
É cansativo e é preciso ter apoio depois, e às vezes, durante as cenas visionadas. Quando não estamos a aguentar, o holograma apaga-se e voltamos à nossa realidade atual, com o total apoio dos “acompanhantes”.
Aliás, aqui foi uma situação muito interessante, porque a maioria das cenas que vi passaram-se noutras salas contíguas, que depois me foram mostradas.
A minha morte, nessa vida, aconteceu no pátio situado em cima das salas… Hoje em dia milhares de pessoas visitam esse monumento e nem sabem o drama que aí se viveu comigo e outros…;)
Segundo diz Lobsang Rampa (podem ler nos livros que estão para download neste blog) existem salas deste género no Egipto, na América do Sul e na América do Norte, no Tibete…
Existem também na Antártida e no Oceano Pacifico. Aliás atrevo-me a dizê-lo: onde existirem pirâmides, procurem salas subterrâneas utilizadas para vários fins como este, entre outros…
Algumas estão inseridas em cápsulas de tempo. Dentro destas cápsulas, o tempo não existe, por isso, não há deterioração da matéria, permanecendo esta igual ao dia em que a cápsula de tempo foi encerrada.
 

 

Salas de Registo Akáshico 4D, fora da Terra
Estas salas são acedidas através de “buracos de minhocas” porque estão noutro ponto do Universo e noutras dimensões.
Só lá fui uma vez, há cerca de um ano, a uma sala deste género. Lembro-me de uma viagem algo acidentada, através de um “buraco de minhoca” extenso.
No entanto, o “material” que formava as bancadas estava deteriorado e a sala era pequena. Pareceu-me estar situada num pequeno planeta solitário, tipo ilha flutuante no espaço.
Aprendi que estar em 4D não é necessariamente estar fora do continuum espaço-tempo, embora o próprio “buraco de minhoca” seja uma exceção desse continuum.
As faixas energéticas da 4D são divididas em 3 grandes grupos: as de energia mais baixa são muito semelhantes à nossa realidade, as de energia mais alta são muito semelhantes à 5D e as faixas intermédias albergam todos os desvios mentais dos humanos, são um verdadeiro pesadelo.
Esta sala era muito antiga e nela eu vi o nascimento do nosso sistema solar. Talvez tenha sido construída por Aqueles que nos criaram.
 


Salas de Registo Akáshico 5D, na Terra.
São lindas, acho que já falei um pouco sobre elas noutro post, LXX – A GEOMETRIA SAGRADA DOS CRISTAIS, e estão protegidas por campos magnéticos intensos para que nenhum ser vivo se aproxime e as danifique.
Visitei-as numa viagem astral em que precisei de descobrir coisas referentes à vida da Terra e digamos que descobri mais do que queria…;)
O caminho para lá também é através de um “buraco de minhoca”, já que são visitáveis apenas na 5D.
Grandes cavernas formadas por cristais grandes como nunca viram, alinhados em círculos, em cujo centro tem uma grande bola de luz, na qual se formam imagens quando pensamos no que queremos ver.
Para estar presente nestas salas não precisei de companhia. Bastou-me ser Eu e ter pensamentos puros. Fui em busca do verdadeiro conhecimento, para o oferecer aos meus irmãos que estão no Caminho.
No entanto, não sei onde ficam em 3D e ainda bem que assim é…veja-se o exemplo das cavernas de cristais descobertas em Naica…semelhantes maravilhas devem ser respeitadas.
Os Cristais são seres vivos com memória muito especiais e por isso mesmo eles também sabem que nos podem ajudar muito mais do que já fazem.
Kryon fala, através de Lee Carrol, numa sala de Cristais gigantes na qual deixamos a nossa essência terrestre quando partimos deste mundo… não será isso o registo Akáshico?
“A Caverna da Criação é um nome que dei para representar um atributo de armazenamento deste círculo. Ela tem sido conhecida de diversas formas e tem sido citada sob outros nomes. Na verdade, não existe nenhum nome para ela, pois é um sistema e não um lugar, embora exista um lugar envolvido nisso. O lugar é repleto de beleza. Pode-se dizer que fica no interior da crosta terrestre, mas fica mais abaixo ainda do que isso. Numa suspensão dimensional, que nunca pode ser vista nem encontrada por um Ser Humano, existe uma sacralidade que é o Círculo Akáshico. Ele é de natureza cristalina, mas não pode ser contado nem assinalado. Num estado quântico, existe uma estrutura cristalina para cada alma do planeta que algum dia estará aqui e que algum dia esteve. Ela está no “agora”, não representando nenhum tempo, mas potenciais de tempo.”
Então, como conclusão: todas estas salas, a partir das quais se tem acesso aos registos Akáshicos, não são mais do que salas a partir das quais temos acesso à Caverna da Criação onde estão plasmadas todas as essências dos Filhos de Deus que viveram na Terra.
Dedico este post a Maria S., leitora deste blog, que me inspirou a aprofundar um pouco estes assuntos. :)
Shalom
Curadora64 
Copyright © Curadora64 All Rights Reserved. You may copy and redistribute this material so long as you do not alter it in any way, the content remains complete, and you include this copyright notice link:

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

copyscape

Protected by Copyscape

Meditação da floresta

DUAS TÉCNICAS DE MEDITAÇÕES PASSIVAS - OSHO

Qigong

Sobre o Amor

Adam Kadmon

Meridianos MTC

Kundalini

viagem astral

Toroide - Energia Livre

Formas de Pensamento

A Grande Invocação

Meditação pela Paz

Meditação fora do espaço e tempo (a qualquer hora e em qualquer lugar, sem inscrições nem regras)Apelo ao envio de Luz...

Posted by Auras, Cores e Números on Sábado, 11 de Julho de 2015

Aura - o que é?

Controlo da Mente

Vida ET


"Se não existe vida fora da Terra, então o universo é um grande desperdício de espaço."- Carl Sagan
Posted by Auras, Cores e Números on Sábado, 29 de agosto de 2015

Chakras

Deva Premal - playlist

Daiqing Tana - OM MANI PADME HUM